Radiofrequência? Eu fiz!!!

Oi gente! Hoje tirei uns minutinhos do meu curto tempo para contar novidades para vocês… E a mais nova é… eu fiz radiofrequência! É, finalmente resolvi gastar um pouco do meu dinheiro e fazer o tratamento. Sobre o tratamento nós já  falamos em posts anteriores. Ele promete fazer um lifting esticando a pele, diminuindo poros, melhorando o contorno do rosto… prometedor, não?

“A Radiofrequência utiliza radiações electromagnéticas de alta frequência, que conserva o efeito da conversão em calor e é absorvida pelos tecidos da pele. A onda atravessa os tecidos adjacentes aos eléctrodos como corrente de condução e produz aumento de temperatura, promovendo vasodilatação e melhora da circulação sanguínea a partir dos 40ºC, alcançando o limite máximo de 42ºC. O tratamento é indicado tanto para o rosto como para o corpo, e apresenta bons resultados para flacidez, diminuição de edemas e redução de gordura localizada. Há excelentes resultados em abdómen pós-parto.

As ondas de calor diminuem a viscosidade dos líquidos e proporciona aumento de colágeno. Além disso, existe efeito analgésico, por conta da estimulação do calor nos nervos aferentes, e reduz edemas na pele. Os resultados da técnica, assim como outros tratamentos estéticos, aparecem gradualmente e a pele pode ficar avermelhada por alguns dias após a aplicação.

O tratamento com radiofrequência não pode ser realizado em pacientes com endopróteses ou implantes metálicos no local, portadores de marca-passo, gestantes, pacientes com câncer, processos infecciosos ou inflamatórios, tecido isquêmico, trombose venosa ou que tenha algum tipo de pré-disposição para hemorragias, já que a técnica pode potencializar os problemas. Por isso, antes de qualquer procedimento estético, é essencial que o profissional faça uma avaliação para detectar o tratamento adequado.”

Minha avaliação: Na minha pele ainda não vejo uma grande melhora, as minhas bolsas nos olhos continuam aqui, mas, como a esteticista me informou, o resultado só aparece mesmo depois e pode demorar até 6 meses para ver o resltado final… hmmm…

O valor de cada sessão é alto… o equivalente a 200 reais somente na área dos olhos e 500 reais para o rosto inteiro… só espero que o dinheiro não seja para nada… são mais ou menos de 4 a 5 sessões necessárias para um bom resultado e lá se vão 2.500 reais… mas vamos ver se faz efeito, né? Eis aqui mais informações sobre a radiofrequência:

Anúncios

Pellings químicos: Conheça-os melhor

PEELING QUIMICO – PEELING FACIAL : PELE SEMPRE JOVEM E LISINHA

Com o passar dos anos, você começa a perceber aquelas ruguinhas desagradáveis surgindo no rosto, acompanhadas de manchas e marcas de expressão, que se realçam cada vez mais… E de onde vieram essas rugas e manchas? Pois é, minha amiga, o tempo realmente não perdoa. Com o avançar do tempo, aquela pele lisinha e viçosa que você tinha vai, pouco a pouco, perdendo a jovialidade. O envelhecimento é absolutamente normal e inevitável, mas é claro que nenhuma mulher fica feliz de se conformar com isso, não é? Felizmente, graças aos avanços da medicina estetica, que hoje conta com poderosos tipos de peeling , este processo pode se tornar mais lento ou mesmo ser revertido alguns anos. E o melhor: sem precisar de cirurgia plastica!

Uma das armas mais eficientes da dermatologia estetica para o combate do envelhecimento facial é o peeling . O peeling é um tratamento estético feito por dermatologistas por meio de ácidos e outros cremes manipulados. Durante o processo de peeling ocorre uma destruição da camada superficial, média ou profunda da pele , que sofre uma escamação de suas camadas, eliminando células mortas e dando lugar a uma pele nova , livre de rugas, manchas, acne e outras imperfeições.

Os peelings podem ser classificados como : muito superficiais , superficiais , médios e profundos ; dependendo da região que atinge na pele .

Nível do Peeling Indicação

Peeling Nível 1 – Muito Superficial manchas muito superficiais, aspereza, pele sem brilho, pele descamativa , pele “seca”, peles “cansadas” e “maltratadas”

Peeling Nível 2 – Superficial manchas superficiais, aspereza, rugas finas, acne ativa,

Peeling Nível 3 – Médio Rugas, manchas, cicatrizes de acne , sulcos e marcas de expressão,

Peeling Nível 4 – Profundo Envelhecimento total da pele, cicatrizes de Acne muito profundas

Assim , dependendo do local da pele atingido, teremos a profundidade do Peeling , que ira determinar o seu uso para o tipo de problema apresentado pelo paciente. A profundidade do peeling depende do tipo de ácido ou técnica de peeling utilizada. Quanto mais agressivo for o ácido utilizado no peeling, mais profundo será o peeling, com conseqüente melhores resultados e maior risco de complicações.

Entre os agentes quimicos para peeling mais comuns temos : o Ácido Retinóico, o Ácido Salicílico, a Solução de Jessner, o Resorcinol, o Ácido Tricloroacético – TCA, Blue Peel, os Alfahidroxiácidos, Glicólico, o Fenol, entre outros.

peeling quimico

Fig. 2 – Anatomia da pele: o peeling de fenol ( profundo ) atinge até a camada basal da epiderme.

O tipo de peeling a ser utilizado ( peeling superficial , medio ou profundo ) sera definido pelo dermatologista , baseado no seu tipo de pele e nos objetivos a serem alcancados pelo paciente. O peeling superficial, como o de ácido glicólico ou retinóico, gera uma descamação leve, retirando apenas as lesões mais superficiais da epiderme. Por ser menos agressivo, o peeling superficial não necessita de repouso ou recuperação, podendo o paciente voltar às atividades no mesmo dia. É o tipo de peeling mais utilizado nos consultorios dermatologicos, ja que não interfere com as atividades sociais do paciente ( devido a baixa descamação ) e proporciona excelentes resultados no rejuvenescimento facial, quando utilizado de forma seriada ( peelings semanais ou mensais ).

O peeling médio, como o de TCA (ácido tricloroacético) gera uma descamação mais intensa, que pode durar de 7 a 14 dias. São mais agressivos e efetivos que os peelings superficiais, sendo indicados para remoção de manchas e rugas de média profundidade.

O modelo de peeling profundo é o peeling de fenol. O peeling de fenol apresenta os melhores resultados no rejuvenescimento facial . Esse tipo de peeling profundo leva a destruição de toda camada mais superficial da pele ( epiderme), responsável pela maioria das machas e rugas faciais. Quando bem indicado e realizado por um dermatologista especializado na técnica do peeling de fenol, o resultados são realmente impressionantes, gerando um rejuvenescimento superior ao de qualquer cirurgia plastica.

Para realizar um peeling químico, a pele deve ser preparada com antecedência de 15 a 30 dias atraves do uso de um creme pré peeling, receitado pelo seu dermatologista. O preparo da pele permite a obtenção de melhores resultados, além de ajudar a evitar possíveis efeitos indesejáveis dos peelings, como hiperpigmentação ou queimaduras, que podem acontecer mesmo quando todos os cuidados são tomados. Devido à este processo complexo de tratamento, os peelings só devem ser realizados por dermatologistas que estejam aptos a resolver qualquer eventual complicação que possa acontecer.

PEELING FENOL – REVOLUÇÃO NO REJUVENESCIMENTO FACIAL E TRATAMENTO DA ACNE PROFUNDA

Uma das grandes novidades nos últimos anos na area da medicina e cirurgia estetica, foi o surgimento do peeling de fenol modificado ( exoplastia ) . Esse poderoso peeling, indicado para pacientes com quadros mais graves de envelhecimento da pele e cicatrizes de acne profundas, promove resultados verdadeiramente supreendentes. Sem necessidade de qualquer corte ou cirurgia, o Peeling Fenol é capaz de promover um rejuvenescimento facial intenso, em um procedimento com duração de cerca de 2h, que elimina rugas e marcas de expressão profundas de uma só vez, devolvendo a juventude perdida ao paciente que passa pelo peeling. Incontestavelmente, o fenol é o agente de peeling que apresenta, os mais exuberantes resultados, tanto em termos de qualidade e reorganização do colágeno, como em termos de retração da pele, não havendo até o momento, nenhum outro agente que o supere na remoção das rugas e no tratamento do envelhecimento cutâneo. Embora proporcione os melhores resultados no rejuvenescimento facial, o peeling de fenol deve ser muito bem indicado e executado apenas por dermatologistas acostumados com a tecnica, devido as as dificuldades apresentadas no pós-peeling. Entre as principais indicações para realização do peeling de fenol temos : envelhecimento cutaneo avançado com rugas profundas, e o tratamento de cicatrizes de acne.

Você já ouviu falar em peelings químicos?

 O que é e como funciona o peeling químico?Peeling químico –  Aplicação de substâncias químicas ácidas sobre a pele com o objetivo de remover as camadas externas da pele e estimular a renovação celular.

Os peelings podem ser superficiais, médios e profundos dependendo da substância utilizada. Os peelings podem melhorar rugas finas, cicatrizes de acne, manchas, e lesões pré cancerosas. O peeling químico é uma técnica usada para melhorar a aparência da pele. Uma solução química é aplicada na pele, provocando a sua separação, descamação e o surgimento de uma nova pele mais lisa e menos enrugada que a pele antiga. E ela ainda pode ser igualada na cor. Milhões de peelings químicos são feitos todo ano. Os dermatologistas têm usado vários agentes descamativos por décadas e são especialistas na realização de todos os tipos desta cirurgia química. Hoje em dia, o crescente interesse da população por rejuvenescimento da pele e atraso no processo de envelhecimento, torna o peeling químico em um procedimento muito atraente. Os resultados do peeling químico também podem ser ainda mais otimizados com o uso de novas técnicas de rejuvenescimento a base de laser. Antes de optar pelo peeling químico, solicite ao seu dermatologista uma avaliação completa da sua pele. O que faz um peeling químico ? O peeling químico é usado para tratar rugas finas, especialmente debaixo dos olhos e em volta da boca. As rugas causadas pelo sol, idade e fatores hereditários podem ser reduzidas ou mesmo eliminadas por este procedimento. As depressões, saliências e rugas mais profundas não respondem ao peeling e podem necessitar de outros procedimentos cosméticos ou cirúrgicos. Um dermatologista pode ajudar a determinar o tipo de tratamento mais apropriado para cada caso. Cicatrizes leves e certo tipos de acne também podem ser tratadas com o peeling químico. Além disso, a pigmentação da pele na forma de: •manchas de sol; •manchas por causa da idade; •manchas por causa do fígado; •sardas; •manchas por causa da pílula anti-concepcional; •pele sem brilho e sem textura podem ser beneficiadas com o peeling químico. As áreas da pele que foram danificadas pelo sol e lesões escamantes também melhoram após este peeling. Filtros e bloqueadores solar devem ser usados para diminuir as chances do reaparecimento das lesões. Como é feito um peeling químico? Face, pescoço, peito, mãos e pernas podem receber o peeling químico, que pode ser superficial, médio ou profundo, dependendo do estado da pele. Como regra, quanto mais profundo for o peeling, maior será o tempo de recuperação. Seu dermatologista recomendará o melhor peeling para os seus problemas de pele. Antes do tratamento, as instruções podem incluir o desuso de certos medicamentos e a preparação da pele com cremes pré-condicionadores. Um peeling químico é realizado normalmente no consultório do dermatologista. A pele é limpa com um agente que remove os excessos de óleo e os olhos e o cabelo são protegidos. Uma ou mais soluções químicas como ácido glicólico, ácido tricloroacético, ácido salicílico, ácido láctico ou ácido carbólico (fenol) são usados. Seu dermatologista sugerirá qual agente descamante é apropriado para você. A escolha é baseada no tipo de dano que a pele apresenta e no resultado desejado. Durante o peeling químico o médico aplica a solução nas várias áreas que serão tratadas. Estas aplicações descamam as camadas da pele, fazendo com que uma pele rejuvenescida apareça. A maioria dos pacientes sente, durante o procedimento, uma sensação de morna para quente, que pode durar de cinco a dez minutos. Esta sensação pode ser seguida por outra, de ardência. Um peeling mais profundo pode ser mais dolorido e requer medicamentos durante ou após o procedimento. O que se deve esperar após o tratamento? Dependendo do tipo de peeling, o paciente pode sentir um leve ou severo ardor na pele, como se estivesse queimado de sol. As descamações superficiais normalmente ocasionam vermelhidão, que pode durar de três a cinco dias. As descamações médias ou profundas podem, algumas vezes, provocar inchaço e bolhas que, se se romperem, formarão cascas, ficarão castanhas e descascarão no mínimo entre 7 e 14 dias. Talvez algumas descamações necessitem de curativo cirúrgico na área ou em toda a pele submetida ao peeling. É importante evitar, imediatamente após o peeling químico, exposição demasiada ao sol, já que a nova pele é frágil e muito mais suscetível a ser danificada. Seu dermatologista lhe indicará os cuidados apropriados para que a pele sare logo. Quais são as possíveis complicações? Em certos tipos de pele existe o risco de se desenvolver uma mudança de cor temporária ou permanente. As pílulas anticoncepcionais, gravidez ou história na família de descoloração castanha na face pode aumentar a possibilidade de se desenvolver uma pigmentação anormal. Uma vermelhidão persistente pode ocorrer durante meses. Apesar de muito baixo, existe o risco de formar uma cicatriz após as descamações químicas. Se a cicatriz ocorrer, ela pode ser tratada com bons resultados. Existe uma pequena incidência de reativação de infecção de herpes labial ou simples em pacientes com história de formação de bolhas por causa de febre. Antes do peeling é importante que o paciente informe ao dermatologista qualquer caso de quelóide, tendência a cicatrizes anormais, raios-X, radiação na face ou herpes labial recorrentes, para que o médico possa tomar todas as precauções necessárias. Quais são as limitações do peeling químico? O peeling químico não remove pele flácida ou caída, já que não pode eliminar as fossas gravitacionais que produzem a pele flácida. Além do peeling, o paciente pode precisar de um levantamento da face, da sobrancelha, rejuvenescimento da pele por laser ou de outros procedimentos.

Fonte: Folder publicado pela Sociedade Americana de Cirurgia Dermatológica e Academia Americana de Dermatologia.