Radiofrequência? Eu fiz!!!

Oi gente! Hoje tirei uns minutinhos do meu curto tempo para contar novidades para vocês… E a mais nova é… eu fiz radiofrequência! É, finalmente resolvi gastar um pouco do meu dinheiro e fazer o tratamento. Sobre o tratamento nós já  falamos em posts anteriores. Ele promete fazer um lifting esticando a pele, diminuindo poros, melhorando o contorno do rosto… prometedor, não?

“A Radiofrequência utiliza radiações electromagnéticas de alta frequência, que conserva o efeito da conversão em calor e é absorvida pelos tecidos da pele. A onda atravessa os tecidos adjacentes aos eléctrodos como corrente de condução e produz aumento de temperatura, promovendo vasodilatação e melhora da circulação sanguínea a partir dos 40ºC, alcançando o limite máximo de 42ºC. O tratamento é indicado tanto para o rosto como para o corpo, e apresenta bons resultados para flacidez, diminuição de edemas e redução de gordura localizada. Há excelentes resultados em abdómen pós-parto.

As ondas de calor diminuem a viscosidade dos líquidos e proporciona aumento de colágeno. Além disso, existe efeito analgésico, por conta da estimulação do calor nos nervos aferentes, e reduz edemas na pele. Os resultados da técnica, assim como outros tratamentos estéticos, aparecem gradualmente e a pele pode ficar avermelhada por alguns dias após a aplicação.

O tratamento com radiofrequência não pode ser realizado em pacientes com endopróteses ou implantes metálicos no local, portadores de marca-passo, gestantes, pacientes com câncer, processos infecciosos ou inflamatórios, tecido isquêmico, trombose venosa ou que tenha algum tipo de pré-disposição para hemorragias, já que a técnica pode potencializar os problemas. Por isso, antes de qualquer procedimento estético, é essencial que o profissional faça uma avaliação para detectar o tratamento adequado.”

Minha avaliação: Na minha pele ainda não vejo uma grande melhora, as minhas bolsas nos olhos continuam aqui, mas, como a esteticista me informou, o resultado só aparece mesmo depois e pode demorar até 6 meses para ver o resltado final… hmmm…

O valor de cada sessão é alto… o equivalente a 200 reais somente na área dos olhos e 500 reais para o rosto inteiro… só espero que o dinheiro não seja para nada… são mais ou menos de 4 a 5 sessões necessárias para um bom resultado e lá se vão 2.500 reais… mas vamos ver se faz efeito, né? Eis aqui mais informações sobre a radiofrequência:

Anúncios

Liso ou cacheado: Qual é o seu estilo?

CABELOS LISOS E SAUDÁVEIS

O alisamento está na moda e é uma boa solução para quem possui cabelos crespos ou cacheados e deseja tê-los lisos. As técnicas são várias, mas o assunto ganhou destaque entre as mulheres com o surgimento da chapinha japonesa, lançada em Nova York, há cerca de um ano. A favor dessas técnicas está a possibilidade de realizar o sonho do cabelo liso, que pode durar dias ou até meses, dependendo do método utilizado. Contra elas, porém, os cabeleireiros apontam os efeitos colaterais que o processamento químico e/ou mecânico pode causar. Sem os devidos cuidados, ele pode ressecar os fios e torná-los quebradiços. A perda do viço acontece porque o cabelo é composto basicamente por queratina, uma proteína que perde parte de suas funções – protetora e regeneradora – ao ser constantemente agredida por essas técnicas de transformação dos fios. Por isso, para manter a saúde e a beleza de seus cabelos, é importante que você conheça mais detalhadamente os principais métodos de alisamento e os cuidados para prevenir futuros problemas. Quem dá as orientações é o cabeleireiro Ricardo Cassolari, do salão L’ Autre Femme, profissional parceiro da Natura. Ele adianta: “é fundamental criar o hábito de tratar os cabelos adequadamente em sua casa, após os processos de alisamento”.

As técnicas de transformação São três os métodos mais utilizados nos salões para alisar os cabelos: o alisamento tradicional, o relaxamento e o recondicionamento térmico (ou chapinha japonesa). Os três processos exigem aplicações de produtos químicos e ações mecânicas, que incluem, desde a manipulação do cabeleireiro com escovas, pentes e secadores, até a utilização de equipamentos especiais, como as chapinhas térmicas. A chapinha japonesa combina as duas técnicas – a química e a mecânica – e por isso é considerada uma solução mais sofisticada e, portanto, mais cara. O método tem origem turca e foi desenvolvido pelo japonês Satoru Nagata, que cuida dos cabelos de artistas famosas no salão Oribe, em Nova York. Há cerca de um ano, essa técnica virou moda no mundo inteiro e tem sido muito procurada por mulheres que não se incomodam em gastar mais para manter os cabelos lisos. A boa notícia é que o crescimento da procura pelo método, segundo Cassolari, tem provocado a baixa nos preços dos serviços.

De qualquer forma, nenhum desses processos garante um alisamento definitivo. As propagandas sobre a chapinha japonesa, por exemplo, costumam confundir as mulheres. “Ela apenas desestrutura e alisa de forma permanente os fios aparentes, ou seja, os cabelos que começam a crescer na raiz serão novamente crespos ou cacheados, o que vai exigir retoques habituais”, esclarece Ricardo Cassolari. Um alerta: todas essas técnicas devem ser feitas por cabeleireiros profissionais. Mas cabe a você cuidar diariamente após os procedimentos. A manutenção dos cabelos quimicamente processados deve ser feita com produtos apropriados.

Alisamento e relaxamento

Se você quer eliminar temporariamente os cachos dos seus cabelos, o alisamento é a melhor opção. Uma das técnicas mais antigas utiliza-se da chapinha de ferro, também conhecida como prancha, que estira o cabelo depois de escovado. É um procedimento barato, mas é desfeito com a primeira lavagem do cabelo. O alisamento químico dura mais tempo e exige maiores cuidados. Os componentes químicos, formulados à base de hidróxido de sódio ou tioglicolato de amônia, precisam ser aplicados com muito cuidado para não danificar os fios. Nesse processo, é recomendável não escovar os cabelos durante pelo menos três dias.

Se você quer apenas diminuir o volume do seu cabelo, soltar um pouco os cachos e ganhar movimento, opte pelo relaxamento. O processo é idêntico ao do alisamento químico e é feito com os mesmos produtos. A diferença é que o tempo de ação dos produtos nos cabelos é reduzido pela metade, o que torna o processo menos agressivo aos fios, além de resultar numa aparência mais natural. O relaxamento exige retoques a cada 45 ou 60 dias e deve ser feito apenas na raiz para não ressecar ainda mais os fios. Ele não é indicado para cabelos tingidos ou descoloridos.

Para manter a aparência descontraída dos seus cabelos, aposente escova e secador e use condicionadores do tipo “leave-in”, ideais para modelar o cacheado. Se preferir o cabelo mais liso, faça uma rápida escova ou apele para a velha touca”, recomenda Cassolari. Embora os produtos utilizados no alisamento e no relaxamento sejam bem menos agressivos aos cabelos do que eram antigamente, redobre os cuidados na hora de escolher o profissional que irá aplicá-los e observe os seguintes cuidados:

  •  O tempo de aplicação do produto não deve exceder o recomendado.
  •  Respeite o intervalo de tempo entre as reaplicações, que pode variar de 3 a 6 meses.
  • Nunca faça alisamento se o seu cabelo já tiver passado por outros processamentos químicos, como tintura ou tonalizantes.
  • Exija a realização de uma prova de toque antes de aplicar o produto, para verificar se a sua pele é sensível aos componentes químicos.
  • Vá ao salão sem lavar os cabelos, pois a oleosidade protege e lubrifica os fios que irão receber os produtos químicos.
  • Procure lavar os cabelos com xampus e condicionadores próprios para cabelos quimicamente processados.
  • Pelo menos uma vez por semana dê banhos de creme hidratante para cabelos e, a cada 15 dias, aplique uma máscara de tratamento profundo nos fios.
  • Procure um profissional experiente e siga as recomendações para cada processamento químico em seus cabelos.

Recondicionamento térmico ou Chapinha Japonesa

Recondicionamento térmico, alisamento japonês, chapinha japonesa, retexturização ou escova definitiva são os diversos nomes da técnica de alisamento de cabelos que oferece às mulheres a chance de realizar o sonho de manter os cabelos lisos por mais tempo. A técnica tem algumas restrições: não é indicada para cabelos muito crespos, cabelos descoloridos, com mechas claras, com permanente ou que passaram por relaxamento. Regra geral: os fios precisam estar pelo menos seis meses sem receber qualquer química. Antes de tudo, é obrigatório realizar um teste prévio para determinar se o fio possui resistência para ser submetido à retexturização. Em seguida, os cabelos são lavados e hidratados. Com os fios ainda molhados, eles recebem por cerca de uma hora cremes à base de queratina e colágeno, que abrem as escamas de proteção dos fios e agem na estrutura capilar. O passo seguinte é a aplicação de produtos químicos à base de trietanoliamina, um componente menos alcalino e menos agressivo à saúde dos fios. O processo mecânico é feito, então, com a aplicação de uma chapinha térmica especial, um equipamento que ajuda a redistribuir e realinhar uniformemente a queratina, produzindo o efeito do alisamento nos cabelos. Para controlar o tempo de aplicação, o cabeleireiro faz um pequeno nó nos cabelos. Quando este nó começa a correr, o cabelo recebe a chapinha aquecida sobre os fios, em pequenas faixas. Terminado o tratamento térmico, os cabelos são enxaguados, neutralizados e hidratados com cremes adequados. “O alisamento japonês permanece de três a seis meses, prazo máximo para retocar a raiz”, afirma Cassolari. A aplicação pode durar de 3 a 12 horas, dependendo do volume e comprimento dos cabelos. Por três dias os cabelos não podem ser lavados, presos ou modelados, pois podem ficar marcados ou se romper. Após esse período, volta-se ao salão para uma nova hidratação e, a partir daí, fica-se livre de escovas, secadores e outros processos de modelagem. O resultado é a aparência de um cabelo que acabou de ser escovado, com brilho e maciez. “Por outro lado, ele perde um pouco do balanço natural”, observa Cassolari. A técnica só deve ser aplicada por profissionais devidamente capacitados em cursos ou treinamento especializados. Deve-se, ainda, obedecer rigorosamente às recomendações do profissional sobre o uso de produtos específicos para a manutenção do processo. Entre eles, os especialistas recomendam a utilização de xampus com proteínas, condicionadores de reconstrução com silicone, cremes hidratantes com queratina, neutralizantes de produtos químicos, cremes para enxágüe e finalizadores. Fonte: Natura

Produtos para alisamento e relaxamento

Os tratamentos mais solicitados atualmente nos salões de beleza são os de Relaxamento e Alisamento. À base de produtos destinados a realizá-los, atua quebrando as ligações das moléculas capilares, deixando-as em uma nova posição e modificando o formato dos cabelos. Atualmente tais produtos são formulados a partir de 3 diferentes substâncias:

Hidróxido de Sódio – São produtos alcalinos, pH 13, e uma lixívia cáustica que pode danificar os cabelos, produzindo queimaduras no couro cabeludo e até mesmo cegueira, caso atinja os olhos. São restritos ao uso por profissionais; produz um alisamento químico permanente e de eficiência máxima.

Dicas de uso: · Aplique o produto respeitando 0,05 cm de distância do couro cabeludo. . Não use calor para acelerar a ação do produto, pois pode danificar o fio e o couro cabeludo. . Não use mais de 4 vezes ao ano. . É indispensável a lavagem com neutralizante ácido após uso do produto.

Tioglicolato de Amônia – Apresentam um pH alcalino, que remove o sebo protetor, facilitando a sua penetração nos fios. Devem ser aplicados sobre os cabelos úmidos, permanecendo de 15 a 20 minutos. Esticam-se os fios com o pente, aplica-se um neutralizador para refazer as pontas em sua nova configuração. O Tioglicolato de Amônia apresenta um forte odor de amônia e também pode irritar a pele. Este produto produz um alisamento químico permanente e de eficiência moderada Dicas de uso: · Proteja a pele com vaselina sólida . Hidrate os fios antes a depois do alisamento . Não lave os cabelos 48h antes de usar o produto . Produtos formulados com Tioglicolato de Amônia são incompatíveis com Hidróxido de Sódio.

Hidróxido de Guanidina – São conhecidos como produtos sem lixívia. Essa substância também possui um pH alcalino, sem odor, sendo mais eficiente que o Hidróxido de Sódio e menos agressivo à pele. Necessita de um neutralizador ácido. O Hidróxido de Guanidina é composta por 2 ingredientes: Hidróxido de Cálcio e Carbonato de Guanidina – misturados na hora da aplicação.
Dicas de uso:

  • Para conseguir efeito relaxante e não alisante nunca use pentes durante a aplicação e o produto misturado deverá ser usado em 24h, depois perderá o efeito . Efetue a prova de toque.
  • Nunca aplique em gestantes ou em suas amigas.
  • Antes de optar por qualquer um dos tratamentos, analise todos os métodos com um profissional experiente, escolhendo um salão com referências e uma época propícia para se submeter ao processo.
  • Controle todos os tempos e etapas da “química” e certamente você terá sucesso.

Por: Sônia Corazza

Falando mais sobre radiofrequência…

Radiofrequência é a novidade em tratamentos estéticos

Dispositivo suaviza marcas, diminui a profundidade das rugas e estica a pele

 
Radiofrequência é a novidade em tratamentos estéticos Marlise Veronese, divulgação /

Resultados são alcançados em um pacote de três sessões Foto: Marlise Veronese, divulgação
Paola Deodoro
O laser, a luz pulsada e o infravermelho são bons parceiros da beleza já faz algum tempo. A novidade agora para o combate ao envelhecimento do rosto é a tecnologia fracionada combinada à radiofrequência.A médica costa-riquenha Rebeca Badilla Mora, craque em laser e radiofrequência, esteve na clínica da endocrinologista Dora Ullmann, mestre em Medicina Estética, para mostrar a tecnologia Matrix RF. O dispositivo promete agir em três importantes frentes: suavizar marcas como manchas, cicatrizes e poros abertos, diminuir a profundidade das rugas e promover o esticamento da pele, com efeito similar a um lifting.

– A diferença desse tratamento é que as energias, quando combinadas com radiofrequência, podem chegar a níveis mais altos de intensidade sem o risco de queimar a pele – explica Rebeca.

– Antes de começar o tratamento, é necessário identificar o fototipo da pele para saber em qual intensidade trabalhar o aparelho. Se a pele for escura, aumenta-se a radiofrequência e mantém-se a energia em níveis baixos – complementa Dora. 

:: Esticamento
Energia: Infravermelho e Radiofrequência

A pele é dividida em pequenos vetores para a aplicação do tratamento. O estímulo do colágeno pode ser feito no rosto, contorno do queixo, colo e, inclusive, nas mãos – onde o processo é um pouco dolorido. A aplicação promove um estiramento na musculatura capaz de equilibrar assimetrias do rosto (como olho mais baixo ou boca caída), refazer o contorno facial e, o mais usado, levantar o olhar, redesenhando o contorno da sobrancelha. Segundo Rebeca, o resultado imediato é provocado pelos edemas que se formam no local. A pele fica esticada no momento da aplicação, mas os efeitos duradouros, a longo prazo, aparecem um mês depois da última das três aplicações.

:: Rugas
Energia: Diodo fracionado e radiofrequência

A ponteira específica para o tratamento de rugas é menor, pois realiza um trabalho mais localizado. Pode ser utilizada no contorno da boca e dos olhos, nos pés-de-galinha e na região da glabela – entre os olhos. Além das rugas, o procedimento com diodo fracionado e radiofrequência também pode ajudar a amenizar cicatrizes de acne e estrias.

:: Manchas
Energia: Luz pulsada e radiofrequência
Dora Ullmann explica que a aplicação da luz pulsada causa um efeito inflamatório que estimula a renovação celular e facilita o processo de eliminação de manchas. O objetivo é amenizar manchas de sol, poros abertos e vasos vermelhos finos. Esse tratamento não é indicado para ser aplicado em pele negra ou muito bronzeada, pois quanto mais escura a pele, maior o risco de queimaduras com a luz pulsada. Os procedimentos para rugas e esticamento não têm contra-indicação.

ATENÇÃO

VELOCIDADE – quanto mais rápida a aplicação, menos o calor se dissipa, tornando o tratamento mais intenso e eficiente.
MANUTENÇÃO – Os melhores resultados são alcançados em um pacote de três sessões, e os três procedimentos são feitos na mesma sessão. As reaplicações podem ser feitas com três semanas de diferença e, um mês após a última aplicação, os resultados são definitivos, mantendo-se por um ano.
SOL – O uso de bloqueador solar com fator de proteção 30 é obrigatório durante o tratamento, durante o tempo todo. Quando o rosto for exposto ao sol, deve-se adotar o uso de chapéus e bonés.

Tratamento de radiofrequência contra os sinais de idade

Oi gente! Aqui estou eu mais uma vez para trazer novidades com relação aos tratamentos da pele… e agora o mais novo tratamento a que eu me submeti hoje mesmo… a radiofrequência, ou como é chamado aqui na Europa…Radiage ou Pelleve. O tratamento promete melhorar a elasticidade da pele e promover a formação natural de colágeno da pele. O resultado é o desaparecimento de rugas e linhas de expressão, a redução de olheiras e bolsas de gordura abaixo dos olhos, o desaparecimento das incovenientes estrias… enfim, o tratamento é realmente miraculoso!!! Mais os resultados só aparecem entre 2 a 6 meses, dependendo de cada paciente. Eu fiz a minha primeira sessão hoje nos olhos, pois eu tenho umas bolsas nos olhos que não me agradam nada e dão uma falsa impressão de cansaço. Mais ainda tenho mais 3 sessões para fazer. Somente o preço não é tão “legal”… uma sessão custa em torno de 200 Reais (somente na área dos olhos) e em todo o rosto, por sessão, 1000 Reais! Bom, a experiência está lançada, vou postar algumas fotos para comparar durante este tempo como será o resultado. Eis aqui mais informações sobre o tratamento:

O tratamento por radiofrequência é baseado num equipamento criado nos EUA para o tratamento da flacidez da face sem cirurgia. Ele causa uma contração da pele, sem cortes, hematomas, inchaço ou descamações fortes e sem se afastar das atividades normais e sob anestesia local.

Este procedimento é uma nova tecnologia, diferente do Laser, dos Peelings e da Cirurgia Convencional, e é utilizado para o tratamento de um dos mais difíceis problemas do envelhecimento facial, que é a flacidez da pele do rosto e do pescoço. Não há cortes, lesões superficiais, edemas ou equimoses. Também não há necessidade de afastamento do trabalho ou das atividades esportivas.

Onde pode ser aplicado?

O tratamento por radiofreqüência vem sendo considerado um grande avanço, que permite a correção de sinais de envelhecimento, sem deixar as atividades rotineiras e com baixo risco, exigências modernas, onde a racionalização do tempo é imperativa. Ele pode ser utilizado isoladamente ou associadamente para ação em diversas condições inestéticas como: flacidez da pele facial, flacidez da pele do pescoço, rugas periorbitais e frontais, elevação das sombrancelhas.

Como funciona?

A radiofreqüência gera energia e forte calor sob a camada mais profunda da pele enquanto a superfície se mantém resfriada e protegida, o que causa a contração do colágeno. Quando a onda é aplicada sobre a superfície da pele, ela é resfriada (epiderme) e ao mesmo tempo uma energia de radiofrequência é passada para as camadas mais profundas (derme) Posteriormente é obtida a produção de Neocolágeno que vai produzir uma melhora ainda maior no aspecto da pele.

Assim, é criada uma reação química nas estruturas mais profundas, mais específicamente no colágeno, que faz a pele retrair.

Que tipos de pele podem ser tratados?

Todos os tipos de pele podem ser tratados.

Como o paciente que se submete ao tratamento com radiofrequência sente-se?

Cada aplicação é seguida de uma sensação de frio imediato, seguida por uma sensação mais quente e mais breve, seguida novamente por uma sensação fria.

Quanto tempo dura o tratamento?

Depende do tamanho da área tratada, o procedimento pode tomar de alguns minutos a uma hora.

Quando o paciente pode retornar às atividades normais?

Pode-se retomar as atividades normais imediatamente. Uma avermelhidão pequena pode ser vista em alguns pacientes mas normalmente desaparece logo depois do tratamento. Complicações do aquecimento podem ocorrer mas são raras. Não há cuidado especial que seja necessário após o tratamento. Protetor solar é recomendado.

Quando aparecem os resultados?

Os resultados aparecem gradualmente de 2-6 meses, embora alguns pacientes obtenham uma resposta mais cedo. O resultado esperado é uma pele mais firme, que vai surgindo de dentro para fora, seguindo a aplicação.
Quatro meses depois que o tratamento com radiofrequência foi realizado , há a depoisção de um novo colágeno, mais denso, e um aumento apreciável na espessura da epiderme. Ou seja, o resultado do tratamento com não é imediato, havendo um período de tempo de meses para que se torne aparente, que é o período necessário para que se forme o colágeno.

Quantas sessões são necessárias?

Uma única sessão pode produzir bons resultados.Entretanto, apenas o médico poderá avaliar o número e frequência de tratamentos requeridos, que depende da gravidade do caso e é específico para cada paciente.

Quanto tempo duram os resultados do tratamento?

Como todos os tratamentos de envelhecimento, o resultado também sofrerá a ação do tempo e novas aplicações podem ser feitas, se necessárias, e de acordo com a avaliação do médico.

Este tratamento é seguro?

O procedimento é muito seguro. A ocorrência de pequenos danos à pele é raríssima. O tratamento foi estudado cuidadosamente em centenas de pacientes nos EUA e Canadá gerando relatórios que mostram mínimos efeitos adversos.

Produtos Kérastase – O poder do UAAUU!!!

Olá gente!!! Nossa, quanto tempo, hein? É que cada vez meu tempo vai ficando mais curtinho, mil e uma coisas para se fazer, trabalho, marido, viagens… ô vidinha difícil, né? srrsrsrs…mas vamos mesmo ao que interessa… nossos cabelinhos e os produtinhos milagrosos…
Pois é, esses dias eu marquei uma visitinha no cabelereiro pois faziam anos que eu não cortava as pontinhas dos cabelos e já estava precisando demais… aí eu procurei um salão conhecido aqui na Europa que, apesar de não ser especialista em caelos crespos e rebeldes como os meus, mas pelo menos as pontinhas dos cabelos não é tão difícil de cortar, né?
De fato, cortei as pontinhas e depois me deixei levar pela consuta da cabeleireira que me aconselhou comprar uns “produtinhos” para os cabelos que promovem super hidratação e maciez aos cabelos. E os produtos são da marca KÉRASTASE, conhecida linha profissional da L’oreal. Por um precinho de 200 Francos (exatamente 400 Reais) eu comprei um shampoo, uma máscara de hidratação, um óleo tipo leave in… e foi isso… por 400 Reais!!!

Mas a notícia positiva foi… Que maravilha de cremes!!!! Eu nunca pensei que pudessem ser tão bons!!! O meu cabelo ficou leve, super macio, como se eu tivesse feito um relaxamento, mas eu não fiz! Estou super feliz com o resultado e recomendo a todos que podem gastar uma soma dessas que compre ou pelo menos teste alguns desses produtos, porque o resultado é realmente ma-ra-vi-lho-so!!! Achei algumas resenhas na internet sobre os produtos e achei interessante postá-las aqui…

Ritual Kerathermie by KérastaseResenha enviada por Ana Paula
O ritual Kerahermie é aconselhado para cabelos em “estado de choque”, severamente danificados por processos químicos, Sol, chapinha e etc. A fibra é reparada desde seu interior, reconstruindo-a, trazendo brilho e maleabilidade aos fios. Todas as etapas são importantes, e nenhuma deve ser pulada, para não haver diminuição da eficácia do tratamento.

O resultado é um cabelo super nutrido, fios reconstituídos em profundidade, com brilho extremo, sem friz . É um ritual completo, feito nos melhores salões de beleza do Brasil e do mundo, que já foi adotado por inúmeras celebridades. Uma única sessão realizada custa entre R$ 280,00 (cabelos até os ombros), a R$ 345,00 (fios abaixo dos ombros), na região onde resido, Grande ABC – SP. Salões sofisticados nos bairros elegantes de São Paulo chega a custar R$ 500,00, uma aplicação em cabelos longos, por isso acho que vale muito a pena adquirir os produtos e fazer em casa.

Produtos:

Shampoo Bain de Force
Ampola Vita-Ciment
Ampola Óleo Fusion
Máscara Óleo Relax
Ciment Thermic – protetor térmico
Modo de usar:

1.Lavar os cabelos 2 x com o shampoo Bain de Force e retirar o excesso de água com uma toalha.
2.Aplicar a ampola Vita-Ciment com um borrifador, massagear e aguardar 5 minutos.
3.Aplicar (por cima sem enxaguar), a ampola Óleo Fusion, aguardar mais 5 minutos.
4.Com o secador de cabelos, retirar a umidade dos fios em 70% (não mais do que isso, caso contrário, prejudicará a absorção da máscara).
5.Ainda com o cabelo quente, aplicar a máscara Óleo Relax, mecha por mecha, massageando suavemente no sentido do comprimento dos fios.
6.Colocar uma touca plástica comum, aguardar 20 minutos.
7.Enxaguar abundantemente com água morna.
8.Retirar o excesso de água com uma toalha, aplicar o Ciment Thermic, secar os cabelos fazendo escova. Finalizar passando a prancha em cada mecha por duas ou três vezes.
Obs.: quem tem pouco cabelo ou cabelos mais curtos, pode utilizar a metade de cada ampola, e utilizar o restante em uma próxima aplicação.

 Ampola Óleo Fusion Kerastase

Resenha enviada por Adriane Rossi

Trabalho em um salão muito badalado aqui de São Paulo. O salão tem só produtos de primeira linha. As clientes são muito satisfeitas com a linha kerastase.
Mas existe um produto em especial que quero indicar para o site que está fazendo a cabeça da mulherada… é o óleo fusion . É uma ampolinha para usar nas hidratações ou sozinho, é um tratamento com enxágüe instantâneo e dose única. Ele é vendido pela internet e em salões de beleza, custa caro, mas vale muito a pena, pois trata com profundidade os cabelos, deixando-os macios, hidratados e com muito brilho.

Informações do Produto
Nutrição intensiva de dupla ação de longa duração para cabelos ressecados e danificados.
Associadas a 2 tecnologias que proporciona nutrição duradora e proteção a fibra capilar. Nutri-Huile – Riqueza dos óleos aliados a leveza das águas, para uma absorção instantânea para uma nutrição da raiz até as pontas. Ionium – Polímero hidrófilo facilita a penetração até o coração da fibra. Sua propriedade iônica fixa-se na superfície da fibra e forma uma película protetora.
Cabelos nutridos, macios super leve e hidratados.
Lavar o cabelo com Shampoo, enxaguar. Secar com uma toalha. Aplicar nos cabelos mecha a mecha, massageando cuidadosamente. Enxaguar.