Clorexidina para combater doenças da gengiva

Oi gente!!

Vocês sabiam que a Clorexidina, presente em algumas pastas de dentes e enxaguantes bucais é um ótimo remédio para a periodontite e a gengivite? Pois é, eu tenho periodontite e, por isso eu tenho cuidados redobrados quando se trata de limpeza bucal. Eu faço uso de uma pasta de dente chamada Elgydium e um enxaguatório bucal chamado Dentohexim e tem resolvido 99% dos meus problemas bucais, dentre eles o pior que é o mau hálito. Falarei mais detalhadamente sobre esses produtos em meus próximos posts. Por enquanto, aqui tenho abaixo informações sobre a substância clorexidina, seu uso e efeitos colaterais.

Uso e AdministraçãoO Digluconato de Clorexidina é uma guanida com efeito anti-placa maior que outros agentes antimicrobianos, devido à sua acentuada capacidade de absorção aos dentes e às superfícies mucosas, com posterior liberação na cavidade oral em níveis terapêuticos, sendo liberada no período de 24 h.
Quando usada em altas concentrações, possui efeitos bactericidas e, em baixas concentrações, exerce efeito bacteriostático presente na placa.
Pesquisas demonstram que o bochecho durante 1 minuto, 2 vezes ao dia, com 10 ml da solução a 0,2% de clorexidina, previne completamente o desenvolvimento da gengivite. Os bochechos devem durar de 30 a 45 segundos, para assegurar uma boa absorção, e não é recomendado o seu uso imediato antes ou após a escovação com dentifrícios não convencionais.
Preferencialmente, os bochechos devem ser feitos após a última refeição do dia.
A clorexidina sob a forma de gel 0,5% tem sido usada também no tratamento de estomatites e candidíase oral, aplicada por um período de 5 minutos, 1 ou 2 vezes ao dia. é uma boa alternativa para a manutenção da higiene oral em crianças com deficiência física ou mental, cujo controle mecânico da placa é impossível de ser atingido. O spray também é uma opção neses casos, sendo que os métodos normais de higiene oral podem ser difíceis e demorados, por ser de fácil aplicabilidade e tão efetivo quanto a solução aquosa no controle da placa e da gengivite.

Indicações Clínicas

1. Durante a fase de cicatrização, pós intervenções cirúrgicas orais;
2. /antes do procedimento cirúrgico-oral, ou periodontal, para prevenir bacteriemia pós-cirúrgica;
3. Durante a terapia de ulcerações aftosas;
4. Durante o tratamento de estomatites protéticas;
5. Pacientes com deficiência física ou mental;
6. implantes dentais;
7. Pacientes que apresentam alta atividade de cárie;
8. Portadores de aparelho ortodôntico;
9. No momento da moldagem;
10. Junto com a pasta profilática;
11. Na instrumentação de canal;
12. Associado ao cimento cirúrgico.

Efeitos Colaterais

A Clorexidina pode penetrar na mucosa oral, mas a quantidade é provavelmente muito pequena. todavia, alguns efeitos colaterais pouco sérios têm sido relatados como descolorações nos dentes, em restaurações, no dorso da língua, descamação e sensibilidade oral. O gosto amargo da solução e a interferência na sensação gustativa por algumas horas após o bochecho têm sido relatados,

A descamação e a sensibilidade da mucosa oral, que parecem ocorrer em poucos pacientes, podem ser facilmente evitadas através da redução de concentração da solução aplicada. Portanto, a Clorexidina, como qualquer outro agente antimicrobiano potente, deve ser administrada somente sob supervisão profissional, e os diferentes métodos de aplicação devem ser adaptados às necessidades individuais do paciente.

Apresentação

– Digluconato de Clorexidina em solução a 0,12%;
– Digluconato de Clorexidina em spray a 0,2%;
– Digluconato de Clorexidina em gel a 0,5%
– Digluconato de Clorexidina em sabonete líquido a 2,0%, 4,0%
– Digluconato de Clorexidina em solução aquosa a 2,0%;
– Digluconato de Clorexidina em solução alcóolica a 0,5%.

Observações

Estudos realizados nos Estados Unidos evidenciaram que não ocorrem efeitos colaterais em pacientes imunodeprimíveis (renais crônicos, portadores de HIV, etc.), sendo aconselhável associar a Clorexidina com a dietaterapia, pois, desta foram, ocorrerá a redução da microbiota oral e, ao mesmo tempo, será mantida.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Clorexidina para combater doenças da gengiva

  1. Olha muito cuidado. Usei por 4 meses aproximadamente 1 vez ba semana apenas. Sem indicação de nenhum profissional de odontologia, usei apenas para complementar minha higiene oral.
    Literalmente me Ferrei. Meus dentes escureceram horrivelmente!!!!! Principalmente nas laterais. Tenho consulta em um profissional nesta semana, dizem que que solução é espero que tenha!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s